FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

Dando continuidade ao ciclo de palestras nas sete regiões museológicas de Santa Catarina, o Conversando sobre Museu chega agora ao norte do estado. O evento ocorrerá em Jaraguá do Sul, no dia 18 de junho, às 13h30. O tema abordado nesta edição é Plano Museológico, desafio permanente. As inscrições já estão abertas e devem ser realizadas neste link. As vagas são limitadas.

O Conversando sobre Museu é promovido pelo Sistema Estadual de Museus de santa Catarina (SEM/SC) e trata-se de um encontro que mescla palestra e debates em forma de mesa-redonda, tendo como proposta levar às sete regiões museológicas de Santa Catarina temas de interesse ao campo museal catarinense. Na ocasião, estudantes e profissionais são convidados a refletir, discutir, debater e propor perspectivas, políticas, métodos e concepções de trabalho para o setor.

Plano Museológico, desafio permanente passou anteriormente pelas regiões museológicas do Vale do Itajaí, Meio-Oeste, Oeste, Grande Florianópolis. Trata-se de um tema de grande relevância para o campo museal, uma vez que sua aplicação como instrumento de gestão integrada para os museus possibilita a qualificação destes espaços na prestação dos serviços aos quais são destinados.

Nesta edição, o Conversando sobre Museu conta com a parceria do Conselho Regional de Museologia e o apoio do Museu WEG de Ciência e Tecnologia. Os palestrantes convidados são Gabriella Eger Lux - coordenadora do Museu WEG de Ciência e Tecnologia -, Renilton Assis - coordenador do SEM - e Marco Antonio Figueiredo Ballester Junior – presidente do Conselho Regional de Museologia 5° Região.


Inscrições aqui.

Sobre os palestrantes:

Gabriella Eger Lux

Formada em Administração com Habilitação em Recursos Humanos pela Uniasselvi. Extensão em Museologia pela Faculdade São Luiz. Conservadora pelo Atecor - Atelier de Conservação e Restauro de Culturais. Formação em Ações Educativas e Inclusivas. Supervisora de conteúdo, expografia e acervo da nova exposição do Museu WEG de Ciência e Tecnologia. Atua na catalogação, pesquisa, acondicionamento e conservação e comissão de acervo do Museu WEG de Ciência e Tecnologia. Conselheira do Fundo Municipal de Cultura do Município de Jaraguá do Sul/SC.

Renilton Roberto da Silva Matos de Assis

Mestre em Patrimônio Cultural e Sociedade pela Universidade da Região de Joinville - Univille (2015). Possui graduação em Museologia pela Universidade Federal da Bahia (2007). Graduando em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Servidor público da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), cargo: museólogo, atualmente como coordenador do Sistema Estadual de Museus - SEM/SC. Trabalha principalmente os seguintes temas: exposição, documentação, conservação preventiva e planejamento museológico, coordenou o 1º Plano Museológico do Museu de Arte de Santa Catarina - MASC (2012 - 2013), coordenou o 1º Plano Museológico do Museu Histórico de Santa Catarina - MHSC (2014 - 2015).

Marco Antonio Figueiredo Ballester Junior

Especialista em Gestão de Políticas Públicas pela Faculdade de Administração, Ciências, Educação e Letras (2012). Possui graduação em Museologia pelo Centro Universitário Barriga Verde (2010) e graduação em História pela Universidade do Vale do Itajaí (2004). Atualmente é auxiliar de arquivo e museu da Fundação Genésio Miranda Lins. Tem experiência na área de Museologia em inventários de patrimônio material com ênfase em História, atuando principalmente nos seguintes temas: gestão pública, museologia, educação, ensino, história, redes, ação cultural, inclusão, ditadura e movimento estudantil.

 

Serviço:

Conversando sobre Museu
Data: 18 de junho, das 13h30 às 16h30
Local: Museu WEG de Ciência e Tecnologia. Av. Getúlio Vargas, 667 – Centro, Jaraguá do Sul/SC.
Informações: (48) 3664-2505 | 3664-2506 / Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Inscrições gratuitas (vagas limitadas).

Termina hoje, 01 de junho, o prazo para que representantes de prefeituras ou entidades da sociedade civil enviem informações sobre seus municípios para integrar o banco de dados do Projeto Horizontes do Patrimônio Pioneiro Catarinense. A iniciativa é da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), que lançou a proposta com o objetivo de conhecer e inventariar o patrimônio histórico e cultural de Santa Catarina.

A intenção é criar um banco de dados com informações sobre construções, paisagens ou referências históricas e culturais existentes nos municípios de Santa Catarina. Além disso, por meio do projeto, a intenção é promover o tombamento de construções civis que atendam os requisitos da Lei 5846/1980 ou o registro, conforme decreto 2.504/2004.  A Prefeitura de Ibirama, por exemplo, aproveitou a iniciativa para consultar a população sobre o patrimônio que deverá ser preservado para o futuro do município.  O formulário para consulta está disponível na internet.

Em relação ao projeto da FCC, será permitida apenas uma inscrição por município com até dez elementos de referência. Poderão ser inscritos:

I - construções civis:
a) unidade/ conjunto de arquitetura residencial;
b) meios de hospedagem (hotéis, hospedarias, pensões, estâncias, etc);
c) edificações de administração pública (sedes de prefeitura, câmaras de vereadores, fóruns, intendências, etc);
d) edificação industrial ou ligada a algum ciclo econômico ou atividade produtiva (sedes de indústrias, galpões de serraria, ferragens, torres de beneficiamento; moinhos, engenhos, etc).
e) equipamentos de infraestrutura urbana (caixas d'água, bicas, fontes, estação de energia, comunicação, telégrafo, telefonia, usinas, torres, faróis etc)
f) equipamentos de infraestrutura comunitárias (hospital, escola, agência do correio, cinemas, teatros, museus, etc).

II- lugares de sociabilidade (espaços público, praças, jardins, largos, ruas, etc.).

III- paisagens (pastagens, bordas d´água, matas, etc.).

IV- referência espacial (pontos específicos de referência: pedras, montanhas, curva de um rio, etc).

“Desde 2017 a FCC tem atuado de forma incisiva na valorização e no reconhecimento neste campo. Culminou com a homologação do tombamento de 57 imóveis históricos do chamado Roteiro Nacional da Imigração, elevando para 350 o número de edificações que agora contam com a salvaguarda do Estado” informa o presidente da FCC, Rodolfo Pinto da Luz. "A ideia deste projeto é dar continuidade a outros inventários já realizados pela FCC, buscando compreender o que, de fato, as comunidades catarinenses entendem como sendo o 'seu patrimônio', o que realmente as toca e mobiliza. A preservação do patrimônio cultural precisa ser um pacto social, por isso a iniciativa deste inventário colaborativo", completa a diretora de Preservação do Patrimônio Cultural da FCC, Vanessa Maria Pereira.

Para o cadastro de cada uma das edificações, paisagens ou locais será necessário informar a denominação do bem, o endereço completo, a titularidade do imóvel (se houver), além de anexar fotografias atuais, um breve histórico e a descrição física e arquitetônica do local do imóvel.

As inscrições deverão ser feitas por prefeituras ou entidades da sociedade civil pelo site da FCC por meio deste formulário. Também podem ser enviadas em meio digital (CD, DVD ou pen drive) para a Diretoria de Preservação do Patrimônio Cultural da Fundação Catarinense de Cultura, no seguinte endereço: Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5.600, Agronômica, Florianópolis, CEP 88025-200, com o formulário impresso devidamente preenchido.

:: Acesse aqui o formulário do Projeto Horizontes do Patrimônio Pioneiro Catarinense

:: Acesse aqui a Instrução Normativa.

Mais informações podem ser solicitadas pelo e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

 

Fonte: Assessoria de Comunicação FCC

Estão abertas as incrições para a próxima edição do projeto Conversando Sobre Museu, que será realizada em Laguna no dia 25 de junho. A atividade é organizada pelo Sistema Estadual de Museus de Santa Catarina (SEM/SC) e o debate abordará o tema “Plano Museológico, desafio permanente.” O evento  inicia às 13h30, no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico e Nacional – Iphan, em Laguna.

Atualização (feita em 24/05): o evento estava previsto para o dia 28 de maio, porém foi adiado devido à paralisação nacional.

O Conversando sobre Museu é um ciclo de discussão que tem a proposta de levar às sete regiões museológicas de Santa Catarina temas de interesse ao campo museal catarinense. Na oportunidade, profissionais e estudantes refletem sobre temas museológicos, discutem novas perspectivas e debatem diferentes concepções de trabalho para o setor.

Após passar pelas regiões museológicas do Vale do Itajaí, Meio-Oeste, Oeste e Grande Florianópolis, o Conversando sobre Museu chega agora ate a região Sul. Esta edição do evento está discutindo a temática Plano Museológico, desafio permanente, dando ênfase à importância do Plano Museológico e sua aplicação como instrumento de gestão integrada para os museus.

Conversando sobre Museu é realizado em parceria com o Conselho Regional de Museologia e com o apoio da Fundação Lagunense de Cultura. Os palestrantes desta edição serão Renilton Assis, coordenador do SEM/SC; Renata Cittadin, museóloga e representante do Corem 5ª Região; e Mirella de Jesus Honorato, museóloga da Fundação Lagunense de Cultura.



:: Inscrições neste  link


Sobre os palestrantes:

Renilton Roberto da Silva Matos de Assis

Mestre em Patrimônio Cultural e Sociedade pela Universidade da Região de Joinville - Univille (2015). Possui graduação em Museologia pela Universidade Federal da Bahia (2007). Graduando em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Servidor público da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), cargo: museólogo, atualmente como coordenador do Sistema Estadual de Museus - SEM/SC. Trabalha principalmente os seguintes temas: exposição, documentação, conservação preventiva e planejamento museológico, coordenou o 1º Plano Museológico do Museu de Arte de Santa Catarina - MASC (2012 - 2013), coordenou o 1º Plano Museológico do Museu Histórico de Santa Catarina - MHSC (2014 - 2015).

Renata Cittadin

Mestranda do Programa de Pós-Graduação Interunidades em Museologia da Universidade de São Paulo (USP). É graduada em Museologia pelo Centro Universitário Barriga Verde (2010). Atuou como assessora técnica no Sistema Estadual de Museus de Santa Catarina, na coordenação técnica do Cadastro Catarinense de Museus, do Guia de Museus de Santa Catarina, do Grupo de Trabalho Museus e Turismo. Participou efetivamente na construção do Plano Setorial de Museus em Santa Catarina. É membro do Conselho Gestor do Sistema de Museus de Santa Catarina e conselheira do Conselho Regional de Museologia da 5ª Região - Paraná e Santa Catarina. Tem experiência nos campos da Museologia e da Gestão Cultural, atuando com ênfase nas seguintes áreas: gestão de patrimônio cultural, gestão e implementação de políticas públicas para museus, exposições e análise e emissão de pareceres técnicos de projetos museológicos.


Mirella de Jesus Honorato 

Museóloga formada pela Unibave, Orleans, SC, onde foi docente de Museologia II e III. Coordenou o Museu dos Capuchinhos do Rio Grande do Sul e mestre em Turismo da Universidade de Caxias do Sul. Atualmente é museóloga da Fundação Lagunense de Cultura.

Serviço

O quê: Conversando sobre Museu
Tema: Plano Museológico, desafio permanente
Quando: 25 de junho, das 13h30 às 16h30
Local: Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico e Nacional – IPHAN. Travessa 15 de Novembro, Centro. Laguna - SC.
Quanto: Gratuito
Informações: (48) 3664-2505 | 3664-2506 / Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Inscrições abertas (vagas limitadas).

 

 

O município de São Lourenço do Oeste recebeu nesta semana o Encontro Estadual de Patrimônio Cultural, promovido pela Diretoria de Preservação do Patrimônio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC). Reunidos no Centro de Eventos Governador Luiz Henrique da Silveira, representantes de mais de dez municípios da região Oeste participaram, entre segunda e quarta-feira, de intensas trocas de ideias, palestras, oficinas, debates e atividades artísticas.

Segundo o presidente do Instituto Cultural, Rennã Fedrigo, esta é a segunda vez em todo o Estado que o encontro acontece. Para Fedrigo, este evento é muito importante para que as equipes que trabalham com cultura na região sejam capacitadas e recebam as devidas orientações sobre o patrimônio cultural. Ele salienta que, em São Lourenço do Oeste, é dever do ICSL preservar a memória e a história do município.

A diretora de Preservação do Patrimônio Cultural da FCC, Vanessa Maria Pereira, coordenadora do evento, diz que a escolha por São Lourenço do Oeste em sediar o encontro se deve tanto a estrutura quando a aproximação com a região Oeste. “A participação de todas estas pessoas, pra gente, é muito significativo. Quer dizer que a informação vai chegar para toda a região”,  afirma.

Para Vanessa, a principal dificuldade dos participantes é o desconhecimento do trabalho realizado pela FCC. “Os representantes culturais do município têm que dar conta de uma gama muito grande de serviço e para eles é difícil compreender tudo o que envolve”, explica. Sobre os três dias de evento, a coordenadora avalia como um impacto positiva a aproximação da FCC com a região.

Saiba mais

O Encontro Estadual de Patrimônio Cultural é uma das ações em curso desde o ano passado para divulgar o trabalho da Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e orientar a comunidade sobre a importância e os mecanismos para promover a preservação do patrimônio cultural. A programação é ampla e direcionada principalmente aos gestores de cultura, bibliotecários, museólogos, historiadores, educadores, artistas, produtores, estudantes e profissionais que atuam na área de patrimônio e também interessados no tema.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Prefeitura de São Lourenço do Oeste

http://www.saolourenco.sc.gov.br/noticia/3533

O segundo Encontro Estadual de Patrimônio Cultural, promovido pela Diretoria de Preservação do Patrimônio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), será realizado nos dias 16, 17 e 18 de abril, no município de São Lourenço do Oeste, cidade que está completando 60 anos. Serão três dias de intensas trocas de ideias, com palestras, oficinas, debates e atividades artísticas como o projeto Cinema ao Vivo, que fará a exibição do filme “Nosferatu”, com trilha sonora executada ao vivo, logo na abertura, dia 16, às 19h30. Toda a programação é gratuita (confira a abaixo) e as inscrições estão abertas.

:: Acesse o formulário de inscrição

:: Acesse a programação completa

O Encontro é uma das ações em curso desde o ano passado para divulgar o trabalho da FCC e orientar a comunidade da região Oeste de Santa Catarina sobre a importância e os mecanismos para promover a preservação do patrimônio cultural. As atividades serão concentradas no Teatro Professor Arno Ignácio Etges e tem o apoio do Instituto Cultural de São Lourenço.

A programação é ampla e direcionada principalmente aos gestores de cultura, bibliotecários, museólogos, historiadores, educadores, artistas, produtores, estudantes e profissionais que atuam na área de patrimônio e também interessados no tema. Para participar basta acessar e fazer o download da ficha de inscrição, preencher o cadastro e enviá-lo para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

As palestras, oficinas e debates abordarão temas divididos em quatro eixos de atuação: o patrimônio material (móvel e imóvel); o patrimônio imaterial; museus; e bibliotecas. 


MIS-SC leva a experiência do cinema ao vivo

Além dos temas técnicos que envolvem preservação e legislação sobre patrimônio, o encontro também possibilita a apresentação dos trabalhos desenvolvidos pelas principais casas que estão sob a gerência da FCC, como a Casa da Alfândega, a Biblioteca Pública de Santa Catarina e os museus Nacional do Mar, Etnográfico – Casa dos Açores, Histórico de Santa Catarina, de Artes de Santa Catarina (MASC) e da Imagem e do Som (MIS-SC).

O MIS-SC fará as honras da abertura no dia 16, com uma sessão gratuita de um dos seus principais projetos: o Cinema ao Vivo. Para a sessão que ocorrerá às 19h30, no Teatro Professor Arno Ignácio Etges, será exibido o clássico do terror Nosferatu, de 1922, com a trilha sonora executada ao vivo pela banda Skrotes, de Florianópolis. Para experimentar a sensação de como eram as sessões na época do cinema mudo não precisa pagar nada, basta retirar os ingressos com antecedência.

SERVIÇO:

Encontro Estadual de Patrimônio Cultural – São Lourenço do Oeste

Quando: dias 16, 17 e 18 de abril
Local: Teatro Professor Arno Ignácio Etges
Endereço: Via Parque Sn – Bairro Cruzeiro - São Lourenço do Oeste
Inscrições: gratuitas neste link
Realização: Diretoria de Preservação do Patrimônio Cultural/Fundação Catarinense de Cultura (FCC)
Telefone para contato: 48 3664-2557.


Fonte: Assessoria de Comunicação FCC