FCC FacebookTwitterYoutube

A Villa Renaux, em Brusque, e o Centro Cultural Jorge Zanatta, em Criciúma, tiveram o pedido de tombamento voluntário aprovado pelo Conselho Estadual de Cultura (CEC), na tarde desta terça-feira (25).

Os imóveis são da primeira metade do século XX e têm grande relevância histórica, cultural e arquitetônica para as regiões onde estão construídas.

Os pareceres elaborados pela Diretoria de Patrimônio Cultural da FCC, agora, serão encaminhados ao governador do Estado, com o aval do CEC.

Villa Renaux

Construído para ser a residência do Cônsul Carlos Renaux, o edifício compõe um imponente conjunto arquitetônico, que está inserido no processo de tombamento, juntamente com a paisagem e os bens móveis que compõem o conjunto.

O imóvel é um marco das atividades relacionadas à industria têxtil, com impacto na história do município e do Estado.

Centro Cultural Jorge Zanatta

A edificação foi inaugurada em 1945. Com características neocoloniais, tinha como objetivo primário os serviços técnicos de apoio à mineração na região do sul do Estado. Entre 1950 e 1971, funcionou neste local o primeiro serviço de água potável da cidade de Criciúma. A partir de 1964, passou a ser utilizado como para acareação de lideranças opositoras à ditadura militar brasileira e uma das suas dependências funcionava como prisão.

Em 1996 o prédio foi restaurado e passou a ser administrado oficialmente pela Fundação Cultural de Criciúma.

No ano de 2007, a edificação foi tombada pela lei municipal de proteção do patrimônio cultural do município.

O tema "circo" estará presente durante essa semana no Teatro Ademir Rosa, localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC). Na quarta-feira (26), a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) estreia do espetáculo "O Grande Circo Místico", às 20h.  Já na sexta, sábado e domingo (28, 29 e 30) o Teatro Ademir Rosa receberá o espetáculo "O Grande Show". O musical começa às 20h nos três dias.

:: O Grande Circo Místico

circo udescO musical tem a participação de três grupos da Udesc: BigBand, Madrigal e Orquestra Acadêmica - que são ações de extensão do Departamento de Música. Realizado por mais de 30 acadêmicos e professores do departamento, o espetáculo é dirigido pelos docentes Cristina Emboaba e João Eduardo Titton.

"O Grande Circo Místico" reúne canções de Chico Buarque e Edu Lobo do disco de mesmo nome, lançado em 1983 e baseado no poema de Jorge de Lima (1893-1953). O espetáculo se passa no início do século 20 e conta a saga da família austríaca proprietária do Grande Circo Knieps, além da história de amor entre um aristocrata e uma acrobata. Originalmente composto como música para balé, "O Grande Circo Místico" é referência para a história da canção brasileira e já foi adaptado para várias formações vocais e instrumentais.

A entrada terá preços populares, além disso é preciso levar um quilo de alimento não-perecível no dia do evento.

 

:: O Grande Show

Dia 28 29 e 30 O Grande ShowO Grande Show é uma adaptação do famoso musical hollywoodiano The Greatest Showman. O espetáculo conta a história de Phineas Barnum, o fundador do que hoje conhecemos como circo.

Phineas era filho de um pobre alfaiate e se apaixona por uma das filhas de um dos clientes mais ricos de seu pai. Inconformado com a sua situação social por conta da discriminação, nosso protagonista vai atrás de seus sonhos e, quando fica adulto, casa-se com Meredith, a menina por quem era apaixonado na sua infância. A história se desenvolve no realizar dos sonhos e para isso Phineas irá contar com a ajuda de pessoas extraordinárias.

O Grande Show é o ápice desse sonho, pois tem como principais momentos o conflito da sociedade com o espetáculo de seres marginalizados por ela mesma. A trama fala sobre os preconceitos sociais da época, abordando racismo, gênero e distinção de classe.

 

Serviço:

Espetáculo "O Grande Circo Místico"
Quando: 26 de junho, às 20h.
Onde: Teatro Ademir Rosa, CIC, Avenida Governador Irineu Bornhausen, nº 5.600, Bairro Agronômica, Florianópolis
Ingressos: R$ 10,00 a inteira e R$ 5,00 a meia-entrada (é preciso levar um quilo de alimento não-perecível no dia do evento).
Classificação indicativa: livre.

 

Espetáculo "O Grande Show"
Quando: 28, 29 e 30/06/2019, às 20h
Onde: Teatro Ademir Rosa - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Classificação indicativa: 10 anos
Ingressos: R$ 50,00 inteira; R$ 25,00 meia-entrada (estudantes, idosos, pessoas com deficiência, menores de 18 anos, doadores regulares de sangue e professores); R$ 25,00 bônus (antecipado, somente com a produção); R$ 20,00 convênio.

**Vendas nas bilheterias dos teatros. Ingressos numerados.

Nesta quinta-feira (27), o show Pérolas Musicais fará uma homenagem a compositores brasileiros no palco do Teatro Ademir Rosa. O espetáculo começa às 20h30.

Pérolas Musicais foi idealizado pela Banda Stagium 10, em 2009, com o objetivo de preservar o patrimônio e identidade cultural, visando manter viva a memória de grandes mestres da MPB (incluindo compositores catarinenses), formando um público apreciador de música de riqueza harmônica, poética e instrutiva.

No projeto, homenageiam-se grandes mestres da MPB, reconhecidos e admirados no mundo inteiro, com a interpretação de músicos experientes e renomados no cenário artístico cultural do sul do país. São eles: Maestro Zezinho, Julio Ribeiro, Patricia Ribeiro, Debora Machado, Ana Mondini, Gisele Vianna, Nazareno Ribeiro, Beto Ribeiro Jr, Samuel Rosa e Paulo Rampinelli.

Serviço:

O quê: Show Pérolas Musicais - Banda Stagium 10
Quando: 27/06/2019, às 20h30
Onde: Teatro Ademir Rosa - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Classificação indicativa: Livre
Ingressos: R$ 100,00 inteira; R$ 50,00 meia-entrada (estudantes, idosos, pessoas com deficiência, menores de 18 anos, doadores regulares de sangue e professores); R$ 60,00 bônus (antecipado, somente com a produção).

**Vendas nas bilheterias dos teatros. Ingressos numerados.

No domingo, 30, os jardins do Palácio Cruz e Sousa, sede do Museu Histórico de Santa Catarina, receberão um grande evento gratuito e aberto ao público: uma aula de yoga com o professor indiano Sanjay Kumar. A atividade será realizada para marcar a passagem do  Dia Internacional da Yoga, comemorado em 21 de junho. A data foi declarada pela Assembleia Geral das Nações Unidas (UNGA/ONU) em 2014 e, desde então, tem sido promovida pela missão diplomática indiana e parceiros por meio de eventos em todo o mundo. 

A atividade será realizada nos jardins, mas se chover, será realizada no auditório do museu. O encontro inicia às 10h30.

Vindo diretamente da Índia, o professor Sanjay Kumar dará aula de yoga com intro talk, músicas e meditações. A atividade será ministrada pelo professor em conjunto com os voluntários de Floripa da Organização Internacional Arte de Viver.

Organizado pelo Consulado da Índia e o Centro Cultural Swami Vivekananda, em parceria com a Organização Internacional Arte de Viver, Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC), Fundação Catarinense de Cultura (FCC), Santur e Governo de Santa Catarina, o evento contará com atividades para todas as idades. O Consul Amit Kumar Mishra estará presente na ocasião.

A prática milenar da yoga é cada vez mais procurada para alívio da ansiedade e do estresse. “Yoga não se trata de exercício, mas da descoberta do sentido de unidade no ser, com o mundo e com a natureza”, diz Narendra Modi, primeiro ministro da Índia.

O Consulado Geral da Índia no Brasil foi criado em São Paulo em 1996 para promover relações consulares, comerciais, econômicas e culturais entre Índia e Brasil.

Sobre o Centro Cultural Swami Vivekananda

Aberto sob o nome de Centro Cultural da Índia em 2011, o Centro Cultural Swami Vivekananda é um polo oficial de cultura indiana em São Paulo mantido pelo Consulado Geral da Índia, e é parte do Indian Council for Cultural Relations, Governo da Índia. Oferece cursos regulares de Yoga e três estilos diferentes de Dança Clássica Indiana, além das atividades culturais, palestras e oficinas culinárias e artísticas, celebrações de festivais indianos, serviço de biblioteca, (todos gratuitos) bem como shows de artistas indianos em grandes casas de espetáculo da cidade.

Sobre a Organização Internacional Arte de Viver

Fundada em 1981, a Arte de Viver é uma organização internacional de caráter educacional, social e humanitário. Possui status de consultora do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas, seus programas de autodesenvolvimento e eliminação do estresse são credenciados pela Organização Mundial de Saúde. Em seu principal objetivo de contribuir para uma sociedade livre de estresse e violência, atua por meio do trabalho voluntário em mais de 160 países.

Serviço:

Dia Internacional da Yoga
Data: 30 de junho
Horário: das 10h30 às 13h
Local: Museu Histórico de Santa Catarina / Palácio Cruz e Sousa
(A atividade está programada para acontecer nos jardins, mas se chover, será realizada no auditório do MHSC)
Entrada gratuita
Classificação indicativa: livre.

O Miscuta desta segunda-feira, 24, contou com a participação dos músicos  Bruno Arceno, Tharo e Juarez Mendonça, da banda Parafuso Silvestre, que escolheram a trilha de sonora de hoje dentre os discos do acervo do MIS/SC.