FCC FacebookTwitterYoutube

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) firmaram uma importante parceria. O acordo, que terá duração de dez meses, tem o objetivo de tratar a questão da segurança contra incêndio, abordando a conservação de edifícios históricos, com foco principal na articulação da pesquisa e extensão ao ensino para identificar e avaliar os riscos em duas edificações históricas de Florianópolis e região metropolitana.

A Casa dos Açores, que abriga o Museu Etnográfico, foi um dos prédios escolhidos em conjunto com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). No dia 1º de abril, uma equipe esteve no local para realizar o escaneamento 3D de toda a parte externa do edifício. Outras duas visitas estão previstas para este mês. A segunda edificação ainda está sendo definida pelas equipes envolvidas.

A análise global do risco de incêndio vai servir como instrumento para a prevenção de problemas, bem como estabelecer diretrizes de projetos para atender normas técnicas e as instruções normativas do Corpo de Bombeiros do Estado de Santa Catarina. Além disso, o convênio vai viabilizar a realização de um levantamento detalhado das edificações em parceria com o Curso Técnico em Agrimensura, com o método de laser 3D.

A pesquisa vai trabalhar também conceitos de prevenção de incêndio e patrimônio histórico-cultural a partir de três ramificações. A primeira delas está relacionada a compreender os conceitos de patrimônio. Um segundo ponto do estudo será definir as questões necessárias para atender as normas técnicas e instruções normativas para elaboração das adequações de projetos de prevenção de incêndio. Em um terceiro momento, será realizado um checklist para a elaboração dos projetos de intervenção. A participação técnica do IPHAN e da FCC será importante para as intervenções adequadas nas edificações históricas.