FCC FacebookTwitterYoutube

Uma feira no Centro Integrado de Cultura (CIC), batizada de "Tecer Argilas", será oportunidade para expor e comercializar trabalhos manuais feitos pelos pacientes do Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico de Santa Catarina, localizado no Complexo Penitenciário da capital. As peças poderão ser conferidas no espaço de circulação do CIC, em frente à ala de oficinas, nesta quinta-feira (06), das 13h às 17h30.

A renda será revertida para benefício dos internos da instituição. Atualmente são 50 internos, sendo 20 no Programa de Alta Progressiva.

 

Sobre o Programa de Alta Progressiva


A alta progressiva é um programa de desinternação gradual, uma ação terapêutica aplicada ao paciente para auxiliar na sua reinserção social. Para que possa ingressar no programa de alta progressiva, o interno precisa estar com a sua doença compensada, comprovada mediante parecer do psiquiatra da instituição. Esse parecer, juntamente com um relatório psicossocial assinado por assistente social e psicólogo, é encaminhado ao juiz de execução penal para solicitação da inserção do interno no programa de alta progressiva. A partir desse momento, o interno é autorizado a participar das medidas terapêuticas e saídas da instituição que caracterizam essa estratégia. Conforme os profissionais que atuam na área, há o entendimento de que a arte permite a expressão de sentimentos, emoções, sensações, percepções e a organização de conteúdos internos, sendo uma importante ferramenta para inserção social das pessoas portadoras de transtornos mentais, atuando como um meio de comunicação que proporciona, de forma rápida e eficaz, pontes para a intersubjetividade, para um contato rico, íntimo e profundo, pois ajuda a expressão daquilo que mal se vislumbra, que é nebuloso, ou que é complexo, acessando conteúdos que não respeitam a ordenação lógica e temporal da linguagem.