FCC FacebookTwitterYoutube

Um evento no Centro Integrado de Cultura (CIC) deu início às comemorações dos 40 anos da Fundação Catarinense de Cultura (FCC). A iniciativa é do corpo técnico da FCC, que tem a intenção de mostrar à sociedade a relevância da entidade e apresentar o leque de ações que são desenvolvidas nos espaços culturais sob sua administração.  

Logo FCC Quatro Décadas coloridoDurante a solenidade, realizada nesta terça-feira (27) foram homenageados os servidores mais antigos da Fundação, lembrando respeitosamente os que já faleceram. Também foi apresentado o selo comemorativo das quatro décadas da FCC que será utilizado em materiais institucionais e distribuído, em formato de adesivo, nos museus, teatros e bibliotecas.

O servidor efetivo e membro da Comissão Organizadora das Comemorações dos 40 anos, Diego Fermo, registrou a importância da FCC na salvaguarda do patrimônio cultural de Santa Catarina. Apresentou algumas das ações que serão desenvolvidas ao longo do próximo ano, sendo uma das principais, a realização do evento "40 anos da Música Catarinense", dentro do Projeto CIC 8:30 - Grandes Encontros. A ideia é ter quatro noites de shows com grupos e músicos que representam as quatro décadas de existência da FCC. Outra iniciativa é a elaboração de um e-book comemorativo, com fotos e dados que resgatam a história da FCC.

A diretora de Difusão Artística da FCC, Mary Benedet, destacou a competência do corpo técnico e o mérito do trabalho desenvolvido na FCC para o engrandecimento das artes e da cultura. Enfatizou a importância de diálogo e aproximação dos novos governantes com o setor cultural. Concluiu sua fala com uma frase de Chopin: "A arte é o espelho da pátria. O país que não preserva os seus valores culturais, jamais verá a imagem da sua própria alma".  Da mesma forma, o presidente da FCC, Ozeas Mafra Filho, defendeu a atenção à cultura. "Qualquer governo - municipal, estadual ou federal - que não investe em educação e cultura está fadado ao fracasso", afirmou.

Após a solenidade, foi realizado um coquetel no hall do CIC, com apresentação ddo Grupo Arvoredo e do pianista cubano Mohamed Abraham Builo Michel. Prestigiaram o evento autoridades, imprensa, produtores, artistas e servidores.

 

Ascom FCC