FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

A Orquestra de Cordas da Ilha irá apresentar um concerto com seus solistas no dia 29 de março, às 20h, no Teatro Álvaro de Carvalho. Durante o espetáculo o público poderá conferir interpretações de músicas de Vivaldi, Georg Philipp Telemann e Villa-Lobos, entre outros.

O espetáculo tem apoio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC). Os ingressos custam R$ 30 ou R$ 15 (meia).

A Orquestra de Cordas da Ilha nasceu de um projeto idealizado em 2005 com o objetivo de proporcionar educação musical, incentivando o estudo da música erudita, popular e formação de plateia. São promovidos concertos didáticos abordando a riqueza da música orquestral e a importância dos instrumentos eruditos neste universo. Nas apresentações, encontram-se obras de grandes compositores brasileiros e de compositores da música mundial.

Obras interpretadas:

Georg Philipp Telemann Sonata p/ dois violinos e viola ,

Antonio Vivaldi Concerto para Violoncelo in DoM

Tomaso Albinoni: Sinfonia in Sol M

Alexandre Levy: Andante

Sant’Ana Gomes: Saudade

Francisco Braga: Marionetes

Heitor Villa-Lobos: Schottish-Choro

Mais informações: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Uma nova temporada do projeto TAC 8 em Ponto recomeça em março de 2018. No próxima terça-feira, dia 6, quem sobe ao palco é o Sarau Afro-açoriano, no lançamento do CD Fui Tarrafear. O álbum foi eleito o Melhor Disco de 2017 no Prêmio da Música de Santa Catarina.

O Sarau Afro-Açoriano é um grupo musical do litoral Norte de Santa Catarina que busca exaltar, valorizar e salvaguardar a história do povo por meio da música. Ao revisitar alguns temas e características presentes no modo de vida e na música local, o grupo rejuvenesce e atualiza as manifestações culturais.


Como o próprio nome do grupo sugere, o trabalho busca valorizar igualmente os três povos que formam a identidade brasileira: o índio, o negro e o europeu. O Sarau Afro-Açoriano aborda temas como a relação do homem com o mar e a terra, bem como a necessidade da preservação dos patrimônios natural, cultural e histórico.
O disco também faz um apelo para a preservação ambiental - tema que está sempre muito presente no discurso do grupo - contando a ligação do ser humano e a natureza. Também faz uma homenagem aos cantadores de terno de reis, muito comuns nos costumes dos povos que aqui viveram e ainda existem.

Serviço
TAC 8 em PONTO, com Sarau Afro-Açoriano
Local: Teatro Álvaro de Carvalho, Centro de Florianópolis
Data: 6 de março de 2018, às 20h
Ingresso: R$20 (inteira) e R$10 (meia)
Duração: aproximadamente 80 minutos
Repertório: 1 – Atrás do Atol 2 – Lagoa da Conceição 3 – Pra Pegar Goiá 4 – Ciranda do Luar 5 – Canoeiro e Pescador 6 – Fui Tarrafear 7 – Tempo Bom 8 – Hailê 9 – Calix Bento 10 – Boi na Linha

Fonte: Assessoria de Comunicação FCC