FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

O Teatro Ademir Rosa recebe neste sábado (22) um show em tributo aos Bee Gees e ao Queen. O show, apresentado por duas bandas oriundas da Argentina, começa às 20h

Com atmosfera dedicada aos anos 70 e 80, o espetáculo faz uma viagem no tempo, através da obra e da genialidade dos irmãos Gibb e do ícone Freddie Mercury.

Serviço:

O quê: Bee Gees & Queen
Quando: 22 de fevereiro de 2020, às 20h
Onde: Teatro Ademir Rosa - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis
Classificação indicativa: Livre
Ingressos: R$ 80,00 inteira; R$ 40,00 meia-entrada (estudantes, idosos, pessoas com deficiência, menores de 18 anos, doadores regulares de sangue e professores); R$ 40,00 promocional (antecipado, somente online).
Vendas nas bilheterias dos teatros e no site Portal Ticket. Ingressos numerados.

Jornal AnitaA Fundação Catarinense de Cultura (FCC) descobriu que, em 1840, foi noticiada a morte de Anita Garibaldi em uma batalha na cidade de Curitibanos. A informação está em um relato redigido pelo General Francisco José de Sousa Soares de Andrea, o Barão de Caçapava, líder da reação do Império contra os Farrapos. O material foi publicado no Correio Official do Rio de Janeiro (vol. 1, n.26, p. 3 e 4, de 03 de fevereiro de 1840) e replicado em outros periódicos da capital do Império. O relato trazia a informação de que uma mulher teria morrido na batalha de Curitibanos - certamente Anita Garibaldi – que é referenciada como a “Amazona” que “entrava em fogo com os soldados”. Conforme o historiador da FCC, Rodrigo Rosa, o próprio Giuseppe Garibaldi, em suas memórias, descrevia sua companheira como “Amazona”.

 

Vale destacar que o desfecho da Batalha de Curitibanos entrou para a história não com a morte de Anita, mas sim, com sua fuga espetacular.

“Essa fonte é, provavelmente, a primeira a tratar Anita Garibaldi como figura guerreira, mítica e a primeira a fazer menção à heroína dos dois mundos. Antes dessa citação só se tem conhecimento de uma fonte primária sobre Anita: o registro de seu casamento com o sapateiro Manuel Duarte de Aguiar em 1835”, explica o historiador.

O material sobre o acontecimento foi encontrado durante pesquisa de conteúdo para uma exposição sobre o Bicentenário de  Anita Garibaldi. Os jornais fazem parte do acervo da Biblioteca Nacional.

No mês de março, o Conselho Estadual de Cultura (CEC) realizará uma série de encontros nas diversas regiões do estado, privilegiando o maior número possível de pessoas ligadas ao segmento cultural, com o objetivo de incentivar a troca de informações e experiências. O público-alvo são artistas, conselheiros municipais de cultura, agentes, produtores e gestores culturais, e demais interessados no fortalecimento do setor e no fomento do trabalho em rede.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no link bit.ly/encontrosCMC2020. A programação conta com três horas de atividades com explanações sobre os procedimentos realizados até o momento pelo CEC, as demandas da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), formação sobre o papel dos Conselhos Municipais, mapeamento conjunto dos principais desafios locais e regionais para as políticas públicas de cultura e criação de rede colaborativa.

A promoção é do CEC e da FCC, com apoio das associações de municípios.

Confira a programação:

programação encontros regionais cec 2020

Estão abertas, até 26 de fevereiro (quarta-feira), as inscrições para a oficina gratuita de História da Pintura. Os encontros, ministrados pelo professor Jayro Schmidt, ocorrerão às quintas-feiras, das 14h às 16h, de 05 de março a 25 de junho de 2020, na sala 02 das Oficinas de Arte do Centro Integrado de Cultura (CIC). A oficina tem como objetivo abranger, historicamente, a pintura durante a Idade Moderna, ou seja, do Renascimento  (séc. XV ) às Vanguardas Artísticas (séc. XX).

As inscrições devem ser feitas por meio desse link

Se houver mais candidatos do que vagas disponíveis, será realizado um sorteio no dia 27 de fevereiro de 2020, às 14h, no Cinema do CIC. O resultado será fixado na entrada da Secretaria das Oficinas de Arte e publicado no sítio eletrônico da FCC no mesmo dia. Não haverá divulgação do resultado por telefone.

O aluno sorteado deverá efetuar a matrícula no primeiro dia de aula. Caso não compareça, perderá automaticamente a vaga. A idade mínima para participar é a de 16 anos.

Serviço:
Oficina de História da Pintura
Inscrições: de 18 a 26 de fevereiro
Número de vagas: 30
Local das aulas: sala 02 das Oficinas de Arte do Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis
Encontros: de 05 março a 25 de junho de 2020, sempre às quintas-feiras, das 14h às 16h
Faixa etária: Pessoas com mais de 16 anos
Ministrante: Jayro Schmidt

Heroína de Dois Mundos, como é conhecida no Brasil e na Itália, Anita Garibaldi foi homenageada na tarde desta segunda-feira (17), durante a solenidade no Museu Histórico de Santa Catarina, localizado no Palácio Cruz e Sousa, em Florianópolis, que antecedeu o plantio da rosa híbrida desenvolvida por botânicos europeus especialmente para marcar o bicentenário do nascimento da catarinense. Participaram da cerimônia a vice-governadora de Santa Catarina, Daniela Reinehr; a presidente da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), Ana Lúcia Coutinho; a primeira-dama de Santa Catarina, Késia Martins da Silva; diversas autoridades; público em geral e uma convidada muito especial: a bisneta de Anita e Giuseppe Garibaldi, Annita Garibaldi, que veio da Itália a Santa Catarina especialmente para a programação do plantio da flor.

O público que chegava ao Museu Histórico foi recepcionado pelo grupo Rendeiras do Sambaqui, que fazia rendas de bilro enquanto entoava a ratoeira, numa demonstração das manifestações folclóricas dos descendentes de açorianos no litoral catarinense. Em seguida, durante solenidade de abertura, foram entregues flores e presentes representativos do artesanato catarinense à bisneta de Anita Garibaldi.

O diretor do Instituto CulturaAnita, uma das entidades que compõem a Comissão Estadual Comemorativa ao Bicentenário do Anita Garibaldi, Adílcio Cadorin, lembrou o início do projeto Dois Mundos e Uma Rosa para Anita, que proporcionou o plantio e o contato com a comunidade de sete cidades catarinenses por onde a heroína passou durante sua vida: Tubarão, Lages, Anita Garibaldi, Curitibanos, Laguna, Garopaba e Imbituba. "A rosa é o grande símbolo do bicentenário de Anita Garibaldi", pontuou.

A deputada estadual Paulinha, representando a presidência da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, destacou a importância da figura de Anita Garibaldi como modelo de coragem para outras mulheres. "Que Anita seja inpiração para acabar com o estigma de violência contra as mulheres." A vice-governadora do Estado, Daniela Reinehr, também lembrou a bravura da catarinense ao dimensionar os desafios que ela deve ter enfrentado ao se engajar em um meio predominantemente masculino, há 200 anos. "Sua bisavó é um exemplo das mulheres bravas e fortes que temos em Santa Catarina", disse em idioma italiano, dirigindo-se a Annita Garibaldi. Daniela finalizou sua fala lendo uma passagem que narra a fuga de Anita ao ser capturada durante batalha em Curitibanos, quando lutou ao lado de Giuseppe pela causa Farroupilha. "Todas nós tempos um pouco de Anita dentro de nós. A rosa da Anita, para mim, representa a força e a delicadeza da mulher. É assim que eu tenho me referido à diferença que a gente é capaz de fazer no mundo", completou.

A bisneta do casal Garibaldi agradeceu a iniciativa, da qual é madrinha, e disse que, depois de conhecer todas as cidades pelas quais passou nos últimos dias, também se sente um pouco cidadã catarinense. Ela louvou a ideia de plantar a rosa em locais acessíveis à população, o que contribui com a disseminação da trajetória da bisavó como figura importante da história de
Brasil e Itália. "Anita renasce com este ato", avaliou. A presidente da FCC, Ana Lúcia Coutinho, explicou que o plantio da rosa se encerra no Palácio Cruz e Sousa pois, apesar de a heroína nunca ter passado por Florianópolis, o local é responsável pela salvaguarda da memória catarinense. Ela destacou, ainda, a parceria da FCC com a Secretaria de Estado da Educação, Santur e Secretaria de Assuntos Internacionais, no âmbito do Governo do Estado, para a realização do projeto.

Annita GApós a cerimônia, o público acompanhou o plantio da Rosa de Anita, cuja muda foi colocada próximo ao coreto do Jardim do Palácio Cruz e Sousa, onde uma placa sinaliza o local e explica o simbolismo da planta. Durante o ato, o músico Anderson Abreu se apresentou tocando a canção Rosa, de Pixinguinha. Na sequência, Annita Garibaldi entrou no Museu para conhecer a obra Garibaldi e Anita, do artista Dakir Parreiras, pertencente ao acervo do MHSC.

Bicentenário

A ação integra o calendário comemorativo dos 200 anos de nascimento de Anita Garibaldi, que se estenderá até 2021. Para este fim, no ano de 2019 foi criada, em Santa Catarina, a Comissão Estadual Comemorativa ao Bicentenário de Anita Garibaldi, por meio da Portaria FCC nº 39/2019, com o objetivo de promover e difundir a história da heroína catarinense.

Foto: Saul Oliveira/Santur

O grupo estadual é composto por diversos órgãos estaduais como a Santur, Secretaria de Assuntos Internacionais, Secretaria de Educação e Casa Civil, prefeituras e entidades públicas e privadas, com coordenação da FCC. Na Itália, os parceiros são Museu e Biblioteca Renzi, Instituto Garibaldi Da Vinci, Associação Nacional dos Veteranos Garibaldinos.  Ainda em agosto de 2019, mês do aniversário da heroína, Santa Catarina recebeu a visita de uma comitiva de representantes italianos do projeto Una Rosa per Anita. Na ocasião, foi plantado o primeiro exemplar da rosa híbrida na cidade de Imbituba.