FCC FacebookTwitterYoutube

O Projeto “Tata Kusûg Goj – Nos caminhos da Terra Sagrada”, contemplado no Prêmio Elisabete Anderle 2017, será apresentado no dia 13 de novembro, às 8h, no Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc) e no dia 19, às 8h30, no Instituto Estadual de Educação, na capital.

A montagem do espetáculo “Tata Kusûg Goj – Nos caminhos da Terra Sagrada” pretende aproximar a temática indígena a estudantes, suscitando as seguintes reflexões: Quem é o índio no Brasil? Onde estão? Quantos são? Como vivem? O que querem? Por que querem? Desta forma, a montagem abordará a força e resistência dos povos indígenas no Brasil para que seus territórios sejam garantidos e suas culturas respeitadas.

Conforme os organizadores, um enfoque específico do trabalho abordará como temática os povos indígenas do sul do país, os Kaingang, Laklãnõ/Xokleng e Guarani, com o objetivo de aproximar seus contextos de vida, por vezes tão próximos fisicamente, mas tão distantes na realidade, do público escolar não-indígena. Não se limitando a uma reflexão sobre o índio a partir de matrizes artísticas e intelectuais não-indígenas, as quais já possuem amplo espaço na produção cultural do país, a proposta de montagem se fundamenta em perspectivas e visões dos próprios indígenas sobre a sua história e realidade.